Live com Brô MCs é neste sábado às 19h de MS

Primeiro grupo de rap indígena do Brasil se apresenta em parceria com Aduems e Comitê de Defesa Popular de Dourados

O primeiro Grupo de Rap Indígena do país, o Brô MCs, vai participar de uma live cultural organizada pelo movimento indígena e pela Associação dos Docentes da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Aduems), junto a outras entidades que compõem o Comitê de Defesa Popular de Dourados-MS.

O evento será transmitido neste sábado (13) às 19h de Mato Grosso do Sul (20h em Brasília) e tem como objetivo a arrecadação de recursos por meio de doação em uma vaquinha virtual. As doações serão revertidas para ações de enfrentamento aos efeitos da pandemia da Covid-19 nas comunidades indígenas de Dourados e região. Entre as ações está o suporte à manutenção de barreiras sanitárias, que estão sendo organizadas pelos próprios indígenas, nas entradas e saídas das comunidades.

A pandemia nas comunidades

Além de arrecadar recursos, também se pretende chamar atenção para as consequências da pandemia nas áreas indígenas, que têm sido desastrosas. Entre os Guarani-Kaiowá já são mais 70 pessoas infectadas com a COVID-19 e, desde o início da pandemia, as comunidades enfrentam desafios como a fome, a ausência de água potável, a falta de equipamentos de segurança para as equipes de saúde que acessam as aldeias, entre outros. Vale ressaltar que Dourados possui a maior reserva indígena urbana do país, com mais de 17 mil habitantes, além das áreas de retomadas.

O grupo

A pandemia também teve consequências para o próprio grupo Brô MCs, que teve sua agenda de shows suspensa por conta das medidas de segurança. Assim, eles pretendem iniciar participações em lives, como muitos outros artistas têm feito nesse período. A de sábado será a primeira e, junto dela, vem a intenção de dar visibilidade para a luta e resistência das comunidades. O Brô MCs foi criado em 2009 e é formado por Bruno Veron, Clemerson Batista, Kelvin Peixoto, Charlie Peixoto, Higor Lobo e Dani Muniz.

Organização

As organizações e movimentos sociais que compõem o Comitê de Defesa Popular têm articulado ações de solidariedade nos últimos meses, como arrecadação e doação de cestas básicas, produção e distribuição de máscaras, campanhas de conscientização e orientação sobre a Covid-19, sendo a live cultural mais uma dessas iniciativas. Quem assume a organização é a Aduems, com apoio do Coletivo Casa dos Ventos, da ADUF-Dourados (Sindicato de Docentes da Universidade Federal da Grande Dourados), do Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Dourados), assim como do movimento indígena através da Aty Guasu Guarani Kaiowá, da Kunãngue Aty Guasu e da Retomada Aty Jovem.

Como participar

A live será transmitida neste sábado (13) às 19h, no horário local, pelas páginas no Facebook dos Brô MCs e da Aduems, assim como pelos canais da entidade sindical e do grupo no YouTube. Já a vaquinha virtual para doações pode ser acessada aqui.