Governo valoriza carreira docente da UEMS ao propor PL com demandas da categoria

Na tarde desta quarta-feira, 24 de novembro, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul recebeu Projeto de Lei (PL) que representa um significativo avanço para a carreira docente na UEMS. Trata-se de projeto de iniciativa do Governador Reinaldo Azambuja, que demonstrou respeito com os representantes sindicais da ADUEMS e com toda categoria docente da Universidade. Cabe destacar também a atuação do Secretário de Estado de Infraestrutura, Eduardo Riedel, juntamente com a Secretária Ana Nardes e sua equipe da Secretária de Administração e Desburocratização (SAD) que, depois de ouvir a comissão de negociação da ADUEMS, se dedicaram a buscar entendimento para solucionar distorções no Plano de Cargos e Carreiras (PCC) dos docentes da UEMS.


A partir da aprovação do Projeto de Lei pelos Deputados Estaduais, todos os docentes efetivos que estão em exercício na UEMS poderão optar pelo Regime de Trabalho em Tempo Integral, com Dedicação Exclusiva (TIDE), o que será uma conquista histórica para a ADUEMS e todos os professores da universidade.


Outro ponto de suma importância para valorização do trabalho docente foi a regulamentação das condições para ascensão ao Nível VI da carreira Docente, último patamar da carreira e que desde 2002 estava inacessível. Agora, a experiência acadêmica dos professores que esperaram por tantos anos finalmente será reconhecida.


O professor Esmael Machado, membro da comissão de negociação com o governo, destaca o papel articulador da comissão, constituída pela ADUEMS: “a comissão priorizou a ampliação de direitos na negociação e buscou diálogo e apoio político para que essa construção fosse possível. Em especial, agradecemos o Deputado Federal Dagoberto Nogueira, que foi um grande parceiro dos professores e merece o reconhecimento de toda categoria pela atuação junto ao Governador Reinaldo Azambuja, corroborando nossas demandas para corrigir distorções de carreira que perduravam há quase 20 anos”. O prof. Volmir Cardoso, atual vice-presidente da ADUEMS, menciona ainda que “o apoio e o empenho do reitor, prof. Laércio, foi também muito importante para os resultados positivos na negociação, pois demonstramos unidade na defesa da categoria”.


Agora, o projeto de Lei vai tramitar na ALEMS e a expectativa dos professores é que as alterações estejam vigentes a partir de 1º de janeiro de 2022. A Diretoria convida toda a categoria a acompanhar esse trâmite e enviará informações para que os docentes estejam presentes na ALEMS no dia da votação da matéria em plenário.

A proposta enviada pelo Governador Reinaldo Azambuja pode ser conferida no arquivo abaixo.


(Foto: Presidente da ADUEMS, Cássia Barbosa Reis, Secretário Adjunto da SAD, Édio Viegas, Presidente do SINTAUEMS, Ana Maria Rauber e Reitor da UEMS, Laércio Alves de Carvalho)


PL Governo Estadual - Demandas ADUEMS
.pdf
Download PDF • 140KB