CARTA COMPROMISSO




Nesta terça-feira (16) a direção da ADUEMS aprovou a iniciativa de lançar uma Carta Compromisso para os candidatos ao Governo de Mato Grosso do Sul, com o intuito de garantir as bandeiras da democracia e dos direitos em Mato Grosso do Sul.

Confira na íntegra o documento que deverá ser assinado por quem assumir estes compromissos com a população:




CARTA DE COMPROMISSO



O estado de vertigem que aflige a democracia brasileira já se alonga por quase 10 anos. Em 2013, “movimentos livres” foram às ruas. Em 2014, foi a vez da estabilidade política ser abalada com a contestação do processo eleitoral. Em 2015, veio a sabotagem econômica mais bem retratada pelo “pato da FIESP”. Assim, de modo concatenado, foi montado o cenário para se promover o Golpe de 2016, quando Dilma Rousseff perdeu a presidência do Brasil – mesmo sem ter cometido crime de responsabilidade algum. Mas o gran finale decorreu em 2018, com a ascensão de um protofascista e genocida ao posto de presidente do Brasil.


Um tsunami assolou a nação brasileira. Fome, morte, desemprego, violência, corrupção e desmonte da educação e da saúde pública ganharam vez, enquanto a Constituição Federal foi (r)emendada, no pior sentido de “terra arrasada”. Tudo parece remeter a um déjà-vu daquilo vivenciado pelos trabalhadores no período do regime ditatorial. Um exemplo: em pleno 2022, se reeditou a “carta às brasileiras e aos brasileiros em defesa do Estado Democrático de Direito” – que, na versão original, serviu de alerta ao País, nos idos de agosto de 1977.


Neste contexto, a Assembleia Geral da ADUEMS destacou 6 (seis) compromissos que poderão contribuir para o fortalecimento da Educação Superior proporcionada pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), caso sejam assumidos pelas candidaturas postulantes ao Governo do Estado de MS:


- Buscar alinhamento político com postulantes ao cargo de Presidente do Brasil que defendam a vida, a democracia, a saúde, a ciência, a justiça social, o respeito à diversidade, a defesa dos povos originários e o crescimento econômico do país, com enfoque no desenvolvimento sustentável e no investimento em educação;

- Instituir uma política de dotação orçamentária da fonte 100 para pleno exercício da Autonomia da UEMS, garantindo a construção/manutenção das instalações físicas em todas as Unidades, a renovação periódica do acervo bibliográfico e de equipamentos de laboratório de pesquisa e de informática;

- Garantir dotação orçamentária da fonte 100 em montante que viabilize a expansão da política de assistência estudantil na UEMS;

- Garantir direito de mobilidade ao regime de trabalho em Tempo Integral, com Dedicação Exclusiva (TIDE) a 100% dos docentes da UEMS, revogando dispositivo em contrário constante do Plano de Cargos e Carreiras (PCC) regido pela Lei n° 2230/2001;

- Promover a valorização de carreira dos docentes da UEMS, com a criação de mais níveis para progressão funcional e correção de distorções no que concerne ao vencimento inicial da carreira;

- Garantir condições para que sejam efetivas as decisões dos conselhos superiores da UEMS, em especial no que diz respeito à política de criação/oferta de novos cursos e fortalecimento daqueles que já existem.




Dourados-MS, 16 de agosto de 2022.




Esmael Almeida Machado

Presidente da ADUEMS



Eu, xxxxxxxxxxxxxx, candidata ao Governo de Mato Grosso do Sul pelo Partido dos xxxxxxxx (XX), manifesto concordância com as reivindicações expressas neste documento da ADUEMS, assumindo, caso eleitx, compromisso e empenho em atendê-las.



XXXXXXXXXXXX

Candidatx ao Governo de MS