Aduems integra superpedido de impeachment contra Bolsonaro

Documento unifica argumentos de pedidos já realizados

O chamado “superpedido” de impeachment contra Jair Bolsonaro foi apresentado no último dia 30 por partidos políticos, parlamentares e entidades da sociedade civil, unificando os fatores apontados pelos 123 pedidos já realizados anteriormente. Para que o processo seja iniciado, Lira teria de aceitar o pedido e incluí-lo para votação no Plenário.


A Aduems foi o único órgão sul-mato-grossense a assinar o documento, enviado ao presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL). Além do sindicato, o deputado federal Vander Loubet (PT-MS) completa a lista de integrantes do estado.


Os 23 crimes de responsabilidades atribuídos a Bolsonaro no pedido são divididos em sete categorias:

Crimes contra a existência da União;

Crimes contra o livre exercício dos poderes legislativo e judiciário e dos poderes constitucionais dos Estados;

Crimes contra o exercício dos direitos políticos, individuais e sociais;

Crimes contra a segurança interna; Crimes contra a probidade na administração;

Crimes contra a guarda e legal emprego dos dinheiros públicos;

Crimes contra o cumprimento de decisões judiciárias.


Norberto Liberator (jornalista da ADUEMS)