ADUEMS faz parceria com a FETEMS em Formação Sindical para trabalhadores em Educação


Em parceria com a FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) a ADUEMS (Associação dos Docentes da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), está participando de vários seminários regionais sobre Formação Sindical e Políticas Educacionais para trabalhadores em educação e também estudantes do ensino público.


Nesta quarta-feira (13) a formação aconteceu para os municípios de Aparecida do Taboado, Costa Rica, Paraíso das águas, Paranaíba e Chapadão do Sul. A atividade foi realizada no município de Cassilândia. Representando a ADUEMS, a mesa de debate contou com a participação do nosso presidente, Professor Esmael Machado, do vice-presidente, o Professor Emerson Canato Vieira e do Professor Djalma Querino de Carvalho.

De acordo com o presidente da FETEMS, o Professor Jaime Teixeira, a parceria com a ADUEMS fortalece o debate. “É importante a união sindical entre as organizações que representam os trabalhadores em educação dos mais diversos níveis de ensino, pois isso fortalece a nossa luta e a formação sindical, que debate cenário, direitos e a nossa batalha diária por um ensino público gratuito, de qualidade, que valorize e respeite os profissionais. Agradecemos essa parceria da ADUEMS e com certeza vamos realização mais ações por todo o Estado”, disse.


Segundo o presidente da ADUEMS, Professor Esmael Machado, que fez parte da mesa de abertura e contribuiu uma análise de conjuntura sobre o cenário nacional, “nos dias de hoje a Formação Sindical é ainda mais estratégica para a consolidação da luta da classe trabalhadora seja em função dos novos espaços para a atuação dos dirigentes sindicais, seja pela necessidade de construir coletivamente um conhecimento a partir da visão de mundo dos trabalhadores e é por esse motivo que essa ação conjunta com a FETEMS se torna tão importante”, ressalta.


Durante a Programação do Seminário, o Secretário de Formação Sindical da FETEMS, Onivan de Lima Correa coordenou as mesas de abertura e o Professor Djalma Querino de Carvalho, representando a ADUEMS, contribuiu com o debate fazendo uma fala sobre a “Educação no Brasil diante do Contexto Geopolítico Mundial”.


Segundo o Professor Djalma Querino é realmente necessário que haja um debate profundo sobre o cenário do país. “Em 2019, antes do fechamento das escolas, 1,1 milhão de crianças e adolescentes estavam fora das salas de aula. Dois anos depois, a população excluída saltou para 1,5 milhão e a conclusão é que esse número se elevará rapidamente com a espoliação dos trabalhadores promovida pelas medidas de austeridade fiscal e retirada de direitos. Os retrocessos em curso impedem o Brasil de garantir a todos o direito à educação pública de qualidade e precisamos debater, construir estratégias para continuarmos batalhando pelos nossos direitos”, conclui.


A próxima formação acontecerá para a região de Tacuru, no município de Amambai, no dia 26 de abril.